Praia da Lagoinha do Leste, em Florianópolis, é usada como esconderijo de assaltantes - Segurança - O Sol Diário
 
 

Violência no paraíso 24/11/2013 | 20h19

Praia da Lagoinha do Leste, em Florianópolis, é usada como esconderijo de assaltantes

Criminosos praticam roubos e se escondem da polícia no reduto de quem curte natureza selvagem

Praia da Lagoinha do Leste, em Florianópolis, é usada como esconderijo de assaltantes Guilherme Lira/Agencia RBS
Praia deserta e paradisíaca em Florianópolis é usada por assaltantes para se esconder da polícia Foto: Guilherme Lira / Agencia RBS

Os momentos de medo e pavor que cinco casais de estudantes e uma turista colombiana e sua amiga viveram na manhã desta quinta-feira, dia 24, não são fatos isolados na Praia da Lagoinha do Leste, em Florianópolis.

O reduto de quem curte natureza selvagem tem sido usado como esconderijo de assaltantes que atuam na Capital, de acordo com a Polícia Militar.

— A Lagoinha do Leste está um antro de criminosos. Eles praticam assalto no Centro e no Sul da Ilha e fogem para lá armados. Ficam de 10 a 15 dias esperando a poeira baixar e depois retornam para a cidade — contou o coordenador do policiamento de ronda do Sul da Ilha da 3a Companhia do 4º Batalhão de Polícia Militar, sargento Cleber Zuffo.

O coordenador de ronda disse que os assaltantes escolhem a Lagoinha porque é um local ermo, de difícil acesso e mata fechada.

— É muito bonito, mas é perigoso. É preciso ter bastante cuidado — alertou o sargento Zuffo.

:: PM dá dicas para quem gosta de acampar

A Praia da Lagoinha do Leste é Área de Preservação Permanente (APP). O acesso é por mar ou por duas trilhas. Uma pela Praia do Matadeiro, com cerca de 2h30min de caminhada em terreno íngrime. A outra é pela Praia do Pântano do Sul, trajeto de cerca de 1h30min. Algumas pessoas fazem passeios de um dia e outras preferem acampar.

O sargento da PM Cleber Zuffo dá algumas dicas para quem gosta de acampar:

- Acampar em grupo de, no mínimo, oito a dez pessoas;
- Evitar acampar na mata fechada. Preferir local mais aberto, mais perto da praia;
- Montar as barracas perto uma da outra;
- Nunca se afastar do acampamento sozinho para tomar banho ou pegar água, principalmente as mulheres. Sempre ir em grupo de três ou quatro pessoas.
- Ficar atento aos locais permitidos para camping porque a região é APP.

:: Homem armado aterroriza jovens e tenta estuprar turista

Um homem armado na Praia da Lagoinha do Leste, neste domingo, dia 24, causou pânico entre um grupo de estudantes e uma turista e sua amiga.

Por volta das 8h30min, cinco casais de jovens que acampavam na Lagoinha ouviram diversos tiros perto das barracas, acionaram a PM e deixaram a praia.

Cerca de 20 minutos depois, uma turista da Colômbia e sua amiga andavam pela trilha que dá acesso a Lagoinha quando o mesmo homem armado atacou a colombiana.

O homem tentou tirar a roupa da turista, mas ela e a amiga conseguiram reagir. Elas pegaram a mochila em que estava escondida a arma. Deram também socos e pontapés no agressor, que fugiu pela mata.

 

DIÁRIO CATARINENSE

Notícias Relacionadas

Violência no paraíso  24/11/2013 | 18h38

Homem armado aterroriza jovens e tenta estuprar turista na Praia da Lagoinha do Leste, em Florianópolis

Dez estudantes acampados escapam de assalto; turista colombiana é atacada, mas bate no agressor

O Sol Diário
Busca