Ministro nega existência de segundo grupo suspeito de terrorismo no Brasil - Segurança - O Sol Diário

Investigação25/07/2016 | 22h34

Ministro nega existência de segundo grupo suspeito de terrorismo no Brasil

Segundo Alexandre  Moraes, o grupo preso na semana passada foi o único descoberto pelas forças de inteligência

O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, negou nesta segunda-feira que a Polícia Federal (PF) esteja investigando a existência de um outro grupo que planeje atos terroristas durante a Olimpíada do Rio de Janeiro.

— Não há segundo grupo, não há nada premente. Não há nenhum grupo, nenhuma pessoa, até o momento, obviamente, que tenha, assim como o grupo anterior, atos de planejamento efetivo — disse o ministro em Brasília.

Leia mais
Polícia brasileira busca iraniano que está clandestino no país
Suspeito preso no Rio Grande do Sul criava e vendia galinhas de raça
FBI alertou o Brasil sobre suspeitos de planejar atentado terrorista durante a Olimpíada

Segundo Moraes, o grupo preso na semana passada, e que teve o 12º membro detido no domingo, foi o único descoberto pelas forças de inteligência. Fora isso, de acordo com o ministro, o governo monitora pessoas que acessam sites ligados ao tema. 

— Nós temos, na verdade, uma centena de pessoas que são monitoradas, mas sem nenhum indício de ato preparatório. Alguém que entra em algum site que faz apologia ao terrorismo, ela passa a ter atenção especial das forças de segurança. Não significa que ela esteja pensando alguma coisa. Ela pode ter ido (no site) por trabalho, ter tido curiosidade, mas isso sempre é monitorado.

Moraes participou nesta segunda-feira da vistoria final do esquema de segurança em aeroportos antes do início dos Jogos Olímpicos. No Aeroporto de Brasília, o ministro conversou com agentes da PF que trabalham na vistoria dos estrangeiros que desembarcam no Brasil. Os policiais mostraram equipamentos de raio-x e outros aparelhos utilizados para controlar a entrada no país pela capital.

— Vamos inaugurar para a Olimpíada um software desenvolvido pela PF com um banco de dados da Interpol (Organização Internacional da Polícia Criminal), para que seja checada qualquer pessoa que tiver qualquer problema com a entidade — disse o ministro. 

O programa compara a impressão digital do passageiro com o banco de dados da Interpol para saber se há algum registro contra o viajante. O governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, também participou da vistoria e disse que Brasília está pronta para receber atletas, turistas e a imprensa para os Jogos.

— Tenho certeza que todos, turistas do mundo todo e do Brasil, jornalistas e atletas que tiverem a oportunidade de passar uns dias em Brasília levarão a melhor imagem da cidade.

Brasília vai receber dez partidas de futebol da Olimpíada. A Inframerica, concessionária do Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, estima um movimento de cerca de 1,1 milhão de passageiros entre 1º e 22 de agosto. Neste período, haverá reforço da segurança no aeroporto, feito pelas polícias Federal, Militar e Civil.

*Agência Brasil

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioVÍDEO: divulgado trailer de filme sobre indústria pornô gay estrelado por James Franco https://t.co/u3P4yGKTbuhá 3 horas Retweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioOposição recorre à PGR com representação contra ministro da Justiça https://t.co/J3R87rHpqwhá 4 horas Retweet

Veja também

  •                                
  •  
     
  •  
     
  •  
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros