Prisão de supostos terroristas não muda segurança para Olimpíada, diz Beltrame - Segurança - O Sol Diário

Alerta21/07/2016 | 23h44

Prisão de supostos terroristas não muda segurança para Olimpíada, diz Beltrame

Secretário de Segurança do Rio destacou que ações da inteligência não são comentadas, mas que seria "leviandade" afirmar que não há preocupação nenhuma com terrorismo

Agência Brasil
Agência Brasil

Mesmo com a prisão de dez brasileiros nesta quinta-feira, suspeitos de planejar ações terroristas no país e de ligação com o grupo extremista muçulmano Estado Islâmico (EI), o planejamento da segurança para os Jogos Olímpicos Rio 2016 não será alterado, segundo o secretário de Segurança do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame. Segundo Beltrame, as forças de segurança do Rio de Janeiro não participaram da Operação Hashtag e não têm informações a respeito.

— A reunião do Cesir (Comitê Executivo de Segurança Integrada Regional) de hoje (quinta-feira) já estava marcada, e mesmo com os integrantes de inteligência de âmbito estadual e federal que estavam presentes na reunião, isso não trouxe e não muda de maneira nenhuma o quadro. Mas ainda estamos recebendo as informações da Polícia Federal. Ainda não temos todos os esclarecimentos e, mesmo que tivesse não teceria comentário sobre isso, porque precisamos efetivamente se preparar e antecipar esse fato.

Leia mais
Exaltação ao terrorismo justifica prisões, diz juiz
Vazamento levou PF a anunciar prisões de suspeitos
Um dos presos investigados por planejar ataque na Olimpíada do Rio é do RS

Beltrame destacou que ações da inteligência não são comentadas, mas que seria "leviandade" afirmar que não há preocupação nenhuma com terrorismo. Ele lembrou que a segurança integrada tem um centro de inteligência em Brasília, onde estão atuando 50 policiais de outros países em conjunto com a Polícia Federal e a Agência Brasileira de Inteligência (Abin), e que, até o momento, não há indícios de nenhuma ação terrorista no país. 

O secretário garantiu que todo o planejamento para a Olimpíada está pronto, não será alterado e é fruto de um acúmulo de trabalho em grandes eventos desde 2007, como os Jogos Pan-Americanos, a Rio+20, os Jogos Mundiais Militares, a Jornada Mundial da Juventude, a Copa das Confederações, a Copa do Mundo, e agora a Olimpíada. Reforços da Polícia Rodoviária Federal chegaram nesta quinta-feira ao Rio de Janeiro e até segunda-feira chegam as demais forças esperadas para os jogos, quando começa a atividade operacional relativa à Olimpíada. 

De acordo com o secretário, os R$ 2,9 bilhões liberados pelo governo federal para o Estado possibilitaram a retomada de ações de segurança como o Programa Estadual de Integração na Segurança (Proeis), Regime Adicional de Serviço (RAS) e o pagamento de horas extras, além de garantir um efetivo de 10.500 agentes da Polícia Militar por dia nas ruas para os Jogos Olímpicos. Beltrame informou também que já pediu a presença da Força Nacional de Segurança para as eleições municipais de outubro.

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioMoacir Pereira: "Segundo turno em três municípios" https://t.co/3vqZ04eaxOhá 1 horaRetweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioBahia pressiona e vence o Criciúma por 2 a 0 na Arena Fonte Nova https://t.co/T1l5uG2Xlfhá 13 horas Retweet

Veja também

  •                                
  •  
     
  •  
     
  •  
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros