Suspeito de roubar, espancar e matar idosa em Rio dos Cedros se entrega à polícia - Segurança - O Sol Diário

Latrocínio11/10/2016 | 15h17

Suspeito de roubar, espancar e matar idosa em Rio dos Cedros se entrega à polícia

Jovem de 23 anos aponta participação de adolescentes no crime

Um jovem de 23 anos suspeito de roubar, espancar e matar uma idosa de 85 anos em Rio dos Cedros no fim de setembro se entregou na delegacia de Polícia Civil da cidade na manhã desta terça-feira. Alessandro do Nascimento chegou acompanhado de um tio por volta das 7h30min e, após prestar depoimento, foi trazido ao Presídio Regional de Blumenau. Segundo o responsável pela delegacia da cidade, Wilson Genevro dos Santos, o homem assumiu que esteve no local, teria admitido que assaltou a senhora, porém atribuiu a morte de Irene Pinto a um adolescente de 15 anos que será incluído no inquérito.

— Ele dá todos os detalhes da ação e conta que roubou a carteira e um telefone, mas diz que toda a agressão partiu de um menor de idade — afirma Santos, que é o principal responsável pela investigação.

Natural de Rio dos Cedros, o jovem era vizinho da senhora assassinada e por isso tinha liberdade para entrar e sair da residência, segundo a polícia. No depoimento ele admitiu que os quatro envolvidos estariam drogados e bêbados quando cometeram o crime. Conforme o investigador, o suspeito tem passagem por furto de residências, veículos e também por tráfico de drogas.

  Telefone sem fio
ligou jovem ao crime


Um telefone sem fio encontrado na segunda-feira da semana passada na casa de Alessandro trouxe à polícia a primeira e única prova material que ligava um dos suspeitos ao latrocínio. O objeto pertencia à mulher assassinada, estava com a mãe do jovem de 23 anos e, graças a isso, a investigação pôde ser concluída. Na terça-feira, dia 4, o pedido de prisão preventiva foi entregue à Justiça.

Idosa faleceu no
fim de setembro


No último dia 30, após passar seis dias internada no Hospital Santa Isabel, a idosa acabou falecendo. Ela teve graves ferimentos por todo o corpo, principalmente na cabeça, e não resistiu. Irene foi encontrada ainda com vida por vizinhos, desacordada e seminua no chão da própria residência, no bairro Santo Antônio. Um laudo médico divulgado no início de outubro apontou que ela não foi vítima de violência sexual, suspeita inicial dos investigadores.

JORNAL DE SANTA CATARINA

 

Veja também

  •                                
  •  
     
  •  
     
  •  
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros