Detento mata colega de cela na Penitenciária Industrial de Blumenau - Segurança - O Sol Diário

Segurança28/11/2016 | 11h23

Detento mata colega de cela na Penitenciária Industrial de Blumenau

Crime ocorreu na madrugada desta segunda-feira

Um detento da Penitenciária Industrial de Blumenau estrangulou até a morte um colega de cela na madrugada desta segunda-feira.

De acordo com informações do delegado de Polícia Civil Bruno Effori, o crime ocorreu por volta das 2h. O autor, identificado como Paulo Ricardo Borba, 26 anos, que seria conhecido como "Coveiro", confessou o crime. Segundo o delegado, ele alegou ter se defendido após ter sido agredido por Sidineis Siqueira dos Santos, 28 anos, durante uma discussão envolvendo grupos criminais rivais de Santa Catarina.

Apesar de ter confessado a autoria do crime, Borba, que seria ex-integrante do Primeiro Grupo Catarinense (PGC), não informou ao delegado se faz parte de algum grupo e nem quais facções estariam envolvidas na discussão.

De acordo com informações que agentes penitenciários teriam repassado ao delegado, o autor do crime também teria tentado simular um suicídio, amarrando uma corda ao pescoço de Santos. Outros sete detentos estavam na cela do momento do crime e o delegado ainda vai interrogar as testemunhas:

— A prisão tem a lei do silêncio e provavelmente eles não vão falar. Para tentar se livrar da culpa, o autor tentou camuflar o crime, mas não tem dúvidas. O homicídio já foi caracterizado pelo IGP e ele também confessou — diz Bruno, ressaltando que Borba possui registros de passagem pela polícia por homicídio, roubo e porte ilegal de arma de fogo. O autor foi autuado em flagrante e ficará à disposição da Justiça.

O homicídio dentro da Penitenciária Industrial de Blumenau ocorre quatro dias após um tumulto terminar com a transferência de sete presos — dois para Jaraguá do Sul e cinco para Criciúma. A confusão teve início em resposta a uma operação pente-fino que ocorreu no início da semana passada e que teria apreendido celulares entre os detentos. Em agosto, outro motim precisou ser controlado, também motivado por uma operação pente-fino e pela proibição de visitas íntimas e sociais. A Penitenciária Industrial de Blumenau foi inaugurada em janeiro deste ano.

JORNAL DE SANTA CATARINA

 

Veja também

  •                                
  •  
     
  •  
     
  •  
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros