Joinville terá o maior reforço de agentes e delegados da nova turma da Polícia Civil no Estado - Segurança - O Sol Diário

EFETIVO16/11/2016 | 19h36

Joinville terá o maior reforço de agentes e delegados da nova turma da Polícia Civil no Estado

Cidade alcançou um recorde negativo de homicídios em 2015

Joinville terá o maior reforço de agentes e delegados da nova turma da Polícia Civil no Estado Rodrigo Philipps/Agencia RBS
Foto: Rodrigo Philipps / Agencia RBS

A escalada das estatísticas ligadas à violência nos últimos anos credenciou Joinville a receber o maior número de policiais civis da turma que se forma nesta quinta-feira, às 10 horas, no Centro de Eventos Luiz Henrique da Silveira, em Florianópolis. Joinville passará a contar com mais 20 agentes e cinco novos delegados. Outros dez agentes e mais dois delegados serão direcionados para municípios vizinhos.

A nova turma formada pela Academia da Polícia Civil é composta por 58 delegados e 298 agentes, que serão distribuídos para repor o efetivo de investigação nas cidades catarinenses. Eles devem estar prontos para os trabalhos a partir do dia 2 de dezembro. 

Uma segunda turma, com mais 92 agentes e outros oito delegados — suplentes que preencheram vagas de desistentes da primeira lista — também deve concluir a formação até o final de dezembro. O efetivo de agentes da segunda turma já está incluído no quadro de distribuição da Polícia Civil, mas só começará as atividades em janeiro. 

Segundo o delegado-geral da Polícia Civil, Artur Nitz, o tamanho populacional, a proporção de boletins de ocorrência e de inquéritos policiais instaurados foram critérios considerados para decidir as regiões que contarão com os maiores reforços. Após Joinville, as regiões com os maiores reforços são Criciúma, Blumenau e Chapecó.

—Procuramos ser justos utilizando esses critérios, com atenção às cidades onde o índice de criminalidade é maior. Não é o ideal, mas o que foi possível dentro das nossas possibilidades — aponta.

Segundo levantamento da reportagem, Joinville soma 109 assassinatos desde o começo do ano. É o maior número entre as cidades do Estado e já se aproxima do recorde negativo estabelecido em 2015, quando 129 mortes foram registradas. Alarmados pelas estatísticas, lideranças da cidade têm levado repetidos apelos ao governo do Estado por maior efetivo policial. 

Uma sentença judicial, assinada no último mês de fevereiro, chegou a determinar a nomeação de 47 delegados, 63 escrivães e 282 agentes para Joinville, mas o Estado recorre e a decisão ainda não teve efeito prático.

Delegado regional de Joinville prevê avanços

Nomeado para chefiar a Polícia Civil de Joinville em dezembro do ano passado, o delegado regional Laurito Akira Sato reconhece a vontade de contar com reforço mais expressivo, mas prevê avanços com o efetivo anunciado para a cidade.

—Gostaríamos que viessem mais porque queremos produzir mais, trazer ainda mais resultados. Mas a quantidade que está vindo certamente vai trazer um ganho de produção e de resultados — considera Akira.

Os setores de investigação, diz o delegado regional, terão prioridade no acolhimento dos novos policiais. Além dos homicídios e do tráfico de drogas, há preocupação particular com os casos de crime contra o patrimônio, que cresceram nos últimos meses.

—Os homicídios estão estabilizados e a resolubilidade deles triplicou. Casos de furto baixaram, mas o número de roubos aumentou. Por isso pretendemos avançar também na proteção ao patrimônio — avisa.

Apesar de a taxa de assassinatos ter se mantido no último ano em Joinville, Akira destaca que, pelo menos, houve um freio no crescimento. Entre 2014 e 2015, a polícia registrou aumento de 35% nas ocorrências. No período seguinte, entre 2015 e 2016, o salto foi de 45%.

—Conseguimos parar essa curva de crescimento. Caso contrário, estaríamos batendo a marca dos 200 homicídios — argumenta o delegado regional.

Além dos números expostos abaixo, um remanejamento interno garantirá o reforço de seis agentes para o SAER e de outros oito agentes para a Deic. Mais oito delegados vão se formar até o fim de dezembro, sendo dois deslocados para Joinville.

Confira o reforço para cada região


 

Veja também

  •                                
  •  
     
  •  
     
  •  
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros