Associações de delegados da Civil e de oficiais da PM se manifestam sobre prisão de tenente - Segurança - O Sol Diário

Segurança SC14/02/2017 | 23h30Atualizada em 14/02/2017 | 23h30

Associações de delegados da Civil e de oficiais da PM se manifestam sobre prisão de tenente

Diário Catarinense
Diário Catarinense

As diretorias da Associação dos Delegados de Polícia Civil de Santa Catarina (Adepol/SC) e da Associação de Oficiais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (Acors/SC) divulgaram na noite desta terça-feira notas sobre a prisão do tenente Paulo Renato Farias, da PM de São João Batista.

Farias foi preso pela manhã, na sede da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic), em Florianópolis, antes da entrevista coletiva em que foi apresentada a quadrilha de assaltantes que, na madrugada de sábado, trocou tiros com policiais civis na cidade da Grande Florianópolis.

Confira abaixo a nota da Adepol/SC:

"A Associação dos Delegados de Polícia Civil de Santa Catarina (ADEPOL/SC) vem a público manifestar-se sobre os fatos que justificaram a prisão em flagrante do senhor Paulo Renato Farias, Tenente da Polícia Militar do Estado de Santa Catarina, repudiando a atitude do referido tenente, o qual, ao ir à coletiva de imprensa para criticar a atuação da Polícia Civil, foi deveras deselegante, pois caso não tivesse concordado com a ação da PCSC em defesa da sociedade de Santa Catarina, deveria ter comunicado seus superiores.

Porém, o referido oficial, de camiseta, bermuda e chinelos, deslocou-se até a sede da DEIC, dizendo ser da imprensa de São João Batista,  e criou uma celeuma e, ao ser convidado a se retirar, desacatou os policiais civis presentes e se recusou a sair, resistindo à ordem de prisão, o que justificou a autuação.

Todos os direitos constitucionais e infraconstitucionais do senhor Paulo Renato Farias foram respeitados.

Após a lavratura do procedimento cabível pela Autoridade Policial, o senhor Paulo foi entregue à corregedoria da Polícia Militar para posterior apresentação ao Poder Judiciário.

A Adepol/SC lamenta a atitude desarrazoada do senhor Paulo Renato Farias e reitera o seu apreço e a sua admiração pela Polícia Militar do Estado de Santa Catarina.

A Polícia Civil de Santa Catarina, dirigida por Delegados de Polícia, não deixará de atuar na defesa do cidadão,  como já fez em diversas outras oportunidades, elucidando todos os sequestros ocorridos no Estado, além de graves crimes praticados por organizações criminosas, realizando seu mister de Polícia investigativa, ainda que outras categorias se sintam aviltadas com a atuação correta e perspicaz da Polícia Civil.

Leia agora a nota da Acors/SC:

A Associação de Oficiais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina, vem a público manifestar seu descontentamento com a forma como Policiais Civis da DEIC trataram um Oficial da Polícia Militar, impingindo infração penal que não existiu e utilizando argumentos inverídicos.

Os aspectos que envolveram a prisão do Oficial da Polícia Militar serão solucionados rapidamente, pois o Oficial não cometeu crime algum. Sua postura foi tentar entender o porquê, como Comandante do Pelotão da Polícia Militar no município de São João Batista, não foi informado de que a DEIC faria uma operação naquele município para a captura de uma quadrilha de assaltantes de banco fortemente armados.

A ação da DEIC colocou em grande risco não somente pessoas daquela comunidade e os Policiais Militares que foram pegos de surpresa com a troca de tiros, mas principalmente os próprios Policiais Civis que participaram da operação, já que em dada situação não é possível diferenciar  quem é o "mocinho" e quem é o "bandido".

Infelizmente brigas e ranços pessoais estão interferindo na prestação do serviço à sociedade, e poderão gerar outros fatos desnecessários entre as instituições.

A ACORS não coaduna com essa forma de agir da DEIC, pois a única prejudicada será a sociedade, a qual juramos servir, e buscará na Justiça os direitos do Oficial pelo constrangimento que passou.

Leia também:

PM detido na Deic deve ser levado para quartel em Balneário Camboriú

Tensão entre policiais marca apresentação de quadrilha de assaltantes na Deic

Assalto a banco termina com três mortos e três feridos em São João Batista

Grupo que trocou tiros com a Deic é suspeita de grandes assaltos em SC e RS

Diogo Vargas: o delegado Anselmo e o pesadelo dos assaltantes de banco 

Cacau Menezes: Descoordenação coloca vidas em perigo em São João Batista


 

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioBancos não poderão cobrar juros de mercado por atrasos em pagamentos https://t.co/fzrURqXEIGhá 1 horaRetweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol Diário"Philadelphia vai ser um bom time para eu voltar a jogar", diz Tiago Splitter sobre novo clube na NBA https://t.co/aZUphnvg8shá 2 horas Retweet

Veja também

O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros