Em nota, PF diz que delegado assassinado em SC não comandava mais investigação sobre morte de Teori - Segurança - O Sol Diário

Duplo homicídio31/05/2017 | 11h12Atualizada em 31/05/2017 | 12h14

Em nota, PF diz que delegado assassinado em SC não comandava mais investigação sobre morte de Teori

Instituição afirma que Adriano Antonio Soares apenas instaurou o inquérito e que atualmente o caso está sendo conduzido em Brasília

Em nota, PF diz que delegado assassinado em SC não comandava mais investigação sobre morte de Teori Cristiano Estrela/Agencia RBS
Local onde delegados foram assassinados Foto: Cristiano Estrela / Agencia RBS

A Polícia Federal (PF) se manifestou na manhã desta quarta-feira sobre a morte de dois delegados federais nesta madrugada no Bairro Estreito, em Florianópolis. Adriano Antonio Soares e Elias Escobar, ambos do Rio de Janeiro, foram assassinados durante uma discussão numa casa noturna na região Continental da Capital catarinense.

Segundo a nota enviada à imprensa, a PF lamenta a morte dos dois delegados e afirma que Adriano, apontado como responsável pelo inquérito que investiga a morte do ministro Teori Zavascki, em acidente aéreo em janeiro deste ano, não estava mais no caso. A instituição afirma que o delegado apenas abriu o inquérito em Angra dos Reis, mas agora o procedimento está em Brasília, com outro profissional no comando.

Adriano atuava em Angra dos Reis e Elias em Niterói. A instituição diz que eles estavam em Florianópolis participando de uma capacitação interna e que, "neste momento de imensa tristeza, a Polícia Federal expressa suas condolências e solidariedade aos familiares e amigos enlutados".

Veja abaixo a nota na íntegra:

A Polícia Federal lamenta a morte de dois delegados, ocorrida na madrugada de hoje (31/05) em Florianópolis/SC. Os dois atuavam em Angra dos Reis e Niterói, respectivamente, e estavam na cidade participando de uma capacitação interna.O falecimento dos policiais decorreu de uma troca de tiros em um estabelecimento na capital catarinense. Neste momento de imensa tristeza, a Polícia Federal expressa suas condolências e solidariedade aos familiares e amigos enlutados.

Sobre informações que relacionam um dos policiais mortos à investigação do acidente aéreo que vitimou o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal, Teori Zavascki, a PF esclarece que o inquérito que apura o caso encontra-se em Brasília/DF, presidido por outro delegado, e apenas foi registrado em Angra dos Reis, local do fato.

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioBattistotti diz que Avaí está perto de fechar parceria com grupo de investidores que atuava no Santos https://t.co/avIBRVpZZxhá 13 minutosRetweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioIngressos para Avaí e Atlético-GO começam a ser vendidos na quinta-feira https://t.co/cLotmyCaMvhá 1 horaRetweet

Veja também

O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros