Complexo prisional da Agronômica é uma caixa-preta em Florianópolis - Segurança - O Sol Diário

Opinião de Diogo Vargas18/07/2017 | 18h04Atualizada em 18/07/2017 | 19h49

Complexo prisional da Agronômica é uma caixa-preta em Florianópolis

Com mais de dois mil presos e 86 anos, espaço tem agora a gestão colocada em xeque sobre o número real de detentos

Complexo prisional da Agronômica é uma caixa-preta em Florianópolis Diego Redel/Agencia RBS
Com mais de dois mil presos e 86 anos, espaço tem agora a gestão colocada em xeque sobre o número real de detentos Foto: Diego Redel / Agencia RBS

As entranhas historicamente problemáticas do complexo prisional da Agronômica, em Florianópolis, agora estão sob suspeita de maquiagem no real número de presos abrigados. A revelação documentada feita pela repórter Talita Rosa, da RBS TV, pondo em xeque a contagem oficial de detentos, coloca em dúvida as reais condições do espaço.

Nos últimos anos, se estimava oficialmente que cerca de 2,3 mil presos ocupassem ao total as unidades existentes, entre homens e mulheres — sem dúvida uma real situação de superlotação. Além da verificação a fundo das planilhas, o fato poderia ser o ponto de partida para que o juizado da execução penal local e o Ministério Público atuassem com informações à população sobre a verdadeira realidade do cárcere.

Em área residencial, com 86 anos de existência, a penitenciária da Capital foi palco de fugas e tentativas de rebelião no passado. Detentos costumavam fugir pela área de mata dos fundos, mas também pulando o muro da frente, episódios que forçaram melhorias na segurança. Vale lembrar que são raríssimas as autorizações para jornalistas entrarem e visitarem as unidades, o que impede fiel descrição do lugar. Autoridades prisionais justificam nas negativas a questão de segurança.

Hoje em dia, servidores relatam que haveria umidade, eletricidade exposta e esgoto na chamada casa velha, a parte mais antiga, em suposto quadro de degradação aos encarcerados. Sem conseguir construir novas unidades prisionais na Grande Florianópolis, com medidas de "quebra-galhos", reformas e ajustes, o Estado se vê diante de uma caixa-preta misteriosa.

Leia mais:

TJ-SC vai apurar se Deap esconde número real de presos em outras unidades além de Florianópolis

Planilhas revelam que Deap esconde real número de detentos da Penitenciária de Florianópolis

O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros