Santa Catarina registra quarta noite consecutiva de ataques - Segurança - O Sol Diário

Segurança03/09/2017 | 11h28Atualizada em 03/09/2017 | 22h33

Santa Catarina registra quarta noite consecutiva de ataques

Onda é considerada mais violenta por tirar a vida de agentes

Santa Catarina registra quarta noite consecutiva de ataques Betina Humeres/Diário Catarinense
Foto: Betina Humeres / Diário Catarinense
Diário Catarinense
Diário Catarinense

Santa Catarina passou pela quarta noite consecutiva com registros de ataques à segurança pública. A onda de violência começou quarta-feira à noite com a morte do policial militar Edson Abílio Alves, em Camboriú. A partir dai foram registrados ataques em todas as noite até a madrugada deste domingo quando a polícia registrou uma troca de tiros entre criminosos e policiais, além de prédios públicos e a casa de um policial militar que foram alvos de disparos. Um artefato explosivo foi arremessado no pátio do Departamento de Administração Prisional (Deap), de Palhoça. Com essas ocorrências, o Estado já soma são pelo menos 30 ataques. A cidade com maior número de ocorrências é Criciúma, no Sul de SC, com oito registros.

Durante a madrugada deste domingo, uma pessoa morreu e duas ficaram feridas em um confronto na Vila União, comunidade do bairro Vargem do Bom Jesus, em Florianópolis. Entre os feridos está um policial, que foi atingido no pé, mas passa bem. 

O posto da Polícia Militar de Colônia Santana, em São José, foi atacado na madrugada deste domingo. A unidade da rua Engelbero Koerich foi alvo de seis disparos, que acertaram os vidros e a parede do prédio. Vizinha do posto policial, a moradora Mari Fraga, 57 anos, foi acordada pelo barulho dos disparos, por volta das 3h.

— Eu fiz a besteira de botar a cabeça pra fora da janela, imagina se acertam minha casa — conta, ainda nervosa.

A Polícia Militar está buscando as imagens da câmera de segurança da rua onde fica o posto. No final da manhã, peritos do IGP foram até o local. 

Também na madrugada, o Instituto Geral de Perícias (IGP), no bairro Itacorubi, em Florianópolis, foi alvo de pelo menos 19 tiros. Indivíduos em uma motocicleta também efetuaram aproximadamente 13 disparos contra a residência de um policial militar no bairro Morro das Pedras, no Sul da Ilha.

Pela manhã, criminosos jogaram um artefato explosivo no Departamento de Administração Prisional (Deap), de Palhoça, e uma viatura foi danificada. Por meio de nota, a Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania (SJC) confirmou a ocorrência e informou que equipes especializadas da PM e do IGP estiveram no local. Todo material será encaminhado para investigação. No começo da tarde de sábado, um artefato já havia sido localizado no Deap e teve que ser detonado pelo Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope). 

Em Joinville, a Delegacia de Polícia Civil do bairro Aventureiro, na zona Leste da cidade, foi alvo de, pelo menos, oito disparos que teriam sido disparados por duas pessoas que passaram pelo local de moto. A delegacia fica localizada na rua Carlos Roberto Vilpert. Outra ocorrência também chamou a atenção na cidade: um caminhão estacionado em uma oficina mecânica no bairro Adhemar Garcia foi incendiado durante a madrugada.

No início da tarde deste domingo, a casa de um policial em Biguaçu foi alvo de um disparo. Segundo informações da Central de Operações da PM (Copom) do município, o oficial ouviu barulho semelhante a disparo de arma de fogo, quando foi checar, encontrou um projétil na garagem e um furo no telhado.

Ainda na tarde deste domingo, outra ocorrência de fogo em veículo foi registrada em Içara, no Sul do Estado. Cerca de 15 carros que estavam no pátio do DNIT, no bairro Jardim Silvana, foram incendiados. Conforme os bombeiros, que atenderam a ocorrência por volta das 13h40min, foram usados cerca de 5 mil litros de água no combate ao fogo. Inicialmente, sete carros estavam pegando fogo, mas as chamas se alastraram, atingindo outros veículos que estavam próximos. Ainda não há confirmação se a ocorrência tem relação com a onda de ataques no Estado.

Confira os atentados registrados entre quinta e domingo em 15 cidades:

* Com informações de Marcus Bruno, Hora de Santa Catarina

Leia mais:
Criminosos acertam 19 tiros no prédio do IGP em Florianópolis

Delegacia da Polícia Civil é alvo de ataque na noite de sábado em Joinville

Caminhão é incendiado na madrugada de domingo em Joinville

PM apreende adolescente suspeito de assassinar sargento em Camboriú

"É uma questão nacional, que tem ação do crime organizado", diz Colombo

Estado restringe perícia noturna por causa de atentados em Santa Catarina

PM assassinado em Camboriú é a quarta morte agentes no mês de agosto

O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros